» Notícia » Consulta pública define novo brasão da Terapia Ocupacional e, com 54% dos votos, opção nº 1 é a favorita

No último domingo, 16 de abril, foi encerrada a Consulta Pública nº 2 do COFFITO, que tinha como objetivo a escolha do novo Brasão da Terapia Ocupacional. Com 54% dos votos, a opção nº 1 foi a favorita dos participantes. Para a vice-presidente do COFFITO, Dra. Patrícia Luciane Santos de Lima, a revisão do símbolo da Terapia Ocupacional é um tema antigo dentro do Sistema COFFITO/CREFITOs, que, agora, pôde finalmente ser concluído, e, dessa vez, com envolvimento, não apenas dos profissionais que integram o Sistema, mas, também, dos terapeutas ocupacionais brasileiros. “Todos nós usaremos esse novo brasão, seja em nossos jalecos, nossos materiais profissionais, ou ao divulgarmos a nossa profissão. Queremos que o novo brasão nos represente em toda a nossa amplitude, por isso foram muitas as discussões para encontrar um modelo que nos identifique enquanto categoria. Ainda, por ser algo que impactará todos os terapeutas ocupacionais brasileiros, sabíamos que essa decisão precisava ser compartilhada. Estamos felizes em ter realizado essa consulta pública e contado com a adesão e escolha final dos profissionais”, completou.

Veja abaixo o Brasão vencedor e o seu conceito

O bastão de Esculápio, que representa o poder da cura, ganha uma releitura com o formato da letra T de terapia, significando o processo de intervenção na ressignificação do cotidiano em busca da independência, autonomia, funcionalidade, participação e empoderamento social, este, por sua vez, representado pelas asas da Fênix, as quais remetem à simbologia do poder de transformação e renascimento para a vida ocupacional do sujeito. As cobras trazem a astúcia, criatividade e capacidade de resiliência dos terapeutas ocupacionais por meio da prescrição, adaptação, treino e aplicação de atividades significativas que compõem as ocupações, representadas, aqui, pela letra O, que remete ao sujeito ocupacional.

Trâmite

Após a publicação do resultado, deverá ser construída uma resolução que revogará o antigo brasão e instituirá o novo, inclusive, trazendo em seu texto o conceito e as especificações técnicas para utilização da nova arte. Esta proposta deverá, ainda, passar pela aprovação do Plenário do COFFITO para, posteriormente, ser publicada, divulgada e disponibilizada para utilização.

  • seta ir para o topo